ATENÇÃO: Nenhuma informação contida nest post dispensa a consulta a um médico dermatologista, se você tem uma verruga, marque já uma consulta com um médico, pois, só ele poderá identificar o tipo de verruga e lhe dizer qual é o tratamento adequado.

Verrugas (Berrugas): O que é são?

A Verruga é um tumor benigno da pele causado pela infeccção de determinadas estirpes dos oncogénicos Papillomavirus. O Condiloma acuminado é a mesma infecção e tumor mas ocorre na mucosa genital ou oral. Alguns serotipos de Papillomavirus são uma causa importante de alguns tipos de cancro (tumor) maligno, nomeadamente o cancro do colo do útero e o cancro do pénis.

Outra explicação:

Verrugas são crescimentos benignos (não cancerosos) causados pela infecção viral da camada mais superficial da pele ou membranas mucosas. Os vírus causadores das verrugas pertencem à família chamada papiloma vírus humano (HPV). O aspecto da verruga irá variar de acordo com o local acometido. As verrugas são, usualmente, da cor da pele e ásperas ao toque mas podem, também, ser escuras, planas e macias.

Tipos de verrugas:

Verrugas vulgares
Verrugas plantares
Verrugas planas
Verrugas genitais

Um pouco sobre cada uma delas:

Verrugas vulgares: usualmente crescem em volta das unhas, nos dedos e no dorso das mãos. Elas são mais comuns nas regiões de pele submetidas a traumas frequentes (por exemplo onde as unhas são aparadas/roídas ou as cutículas retiradas).

Verrugas plantares: ocorrem principalmente na sola dos pés. Quando as verrugas plantares crescem agrupando-se elas são chamadas de verrugas em mosaico. A maioria das verrugas plantares não forma saliência na sola dos pés como as verrugas vulgares, pois a pressão exercida ao caminhar as tornam achatadas empurrando-as para dentro da pele. Essas verrugas, geralmente, apresentam pontos enegrecidos que representam vasos sanguíneos responsáveis por sua nutrição. As verrugas plantares têm uma “má reputação” pois podem causar dor muito intensa semelhante à sensação de pedras no sapato.

Verrugas planas: são menores e mais macias que os demais tipos de verrugas. Elas tendem a crescer em grande número – 20 a 100 ao mesmo tempo. Elas podem ocorrer em qualquer região do corpo, mas em crianças são mais comumente encontradas na face. Nos adultos são, geralmente, encontradas nas regiões da face cobertas por barbas em homens e nas pernas em mulheres. A irritação da pele devido ao ato de raspar pelos com lâminas pode contribuir com o fato destas verrugas serem mais freqüentes nas regiões já citadas.

Verrugas genitais: também conhecidas como condilomas, tornaram-se comuns e problemáticas para a população adulta mundial. Elas tendem a ser pequenas e planas mas podem, também ,se apresentar como lesões delgadas e exuberantes. Elas são macias ao invés de ásperas ou escamosas como outros tipos de verrugas. Podem ocorrer na genitália, dentro da vagina, no colo do útero (cérvix), na região perianal (ao redor do ânus) ou no reto. Os vírus que causam verrugas genitais raramente as causam nas mãos ou pés, mas podem ocasionar verrugas na região oral (boca). Parece existir relação entre verruga genital e câncer da mesma área acometida.

Diagnóstico e tratamento para remover verrugas (cura)

O diagnóstico é por análise de amostras da verruga ao microscópio óptico. As células afectadas têm aparência típica. O vírus não é cultivavel. A detecção do seu DNA por PCR também é útil.

O tratamento consiste na remoção cirurgica, com nitrogénio liquido ou por outros meios da verruga. Por vezes recorrem no mesmo ponto, pois podem infectar as células basais da pele profunda, que dão origem a todas as outras.

É possível, também, o tratamento com fármacos queratolíticos, cuja composição provoca a corrosão controlada da queratina.

A remoção pelo próprio doente sem consultar o médico poderá levar ao aparecimento de mais verrugas e se repetida muito frequentemente, poderá aumentar o risco de surgimento de malignidade. A higiene como prevenção não permite evitar totalmente mas diminui o risco.

O exame de Papanicolau regular permite detectar alterações neoplásicas enquanto o tratamento ainda é possível.

Outras formas de tratamento para verrugas

Há pelo menos, dois diferentes lasers usados para o tratamento das verrugas. O laser é usado para destruir alguns tipos de verrugas, no entanto é muito mais caro e pode requerer a aplicação de injeção com anestesia local a área tratada.

Outro tratamento consiste na injeção, em cada verruga, de droga anticâncer, chamada bleomicina. Este método pode ser doloroso e apresentar outros efeitos.

A imunoterapia é também um outro método, cujo objetivo é tentar desenvolver o próprio sistema de defesa do organismo de forma que este rejeite a verruga. Muitos métodos de imunoterapia têm sido usados. Em um deles, faz-se com que o paciente se torne alérgico a um químico que depois é passado sobre a verruga. Uma reação alérgica ocorre em torno desta, resultando no seu desaparecimento. Também pode-se injetar interferon para se estimular a reação imune e causar rejeição da verruga e, consequentemente sua destruição.

Eu posso tratar minhas próprias verrugas sem consultar um médico?

Existem alguns medicamentos (remédios) para verrugas que são disponíveis sem que seja necessário a receita médica. No entanto, você pode confundir um outro tipo de lesão ou crescimento da pele com uma verruga e acabar tratando alguma lesão mais séria como uma verruga. Se você tem dúvidas sobre o diagnóstico ou a forma correta de se tratar, você deve procurar os conselhos do seu dermatologista.

Simpátias para curar verrugas

1- Na sexta-feira da Lua Minguante, corte um pedaço de caule de um pé de mandioca. Pingue o leite na verruga, depois pendure o pedaço de caule num local alto, sobre a terra. Deixe-o lá até que a verruga seque. Quando isso acontecer, queime o caule numa fogueira.

2- Primeiro conte quantas verrugas você tem depois, olhando para o céu, escolha tantas estrelas quantas verrugas encontrou. Então pegue o mesmo numero de pedrinhas de sal e jogue-as no fogo e, ao ouvir os estalos, as verrugas devem sumir. Guarde no seu coração o numero das estrelas.

3- Entre em uma Igreja que você não conhece e passe a verruga na parede.

4- Corte o cabinho de uma berinjela e passar em todas as verrugas que tiver. Em seguida enterre o cabinho em um lugar que corre água diariamente.

5- Diariamente, pegue uma gota de seiva da planta chamada bico-de-papagaio, pingando-a sobre a verruga. Repita diariamente, até a verruga secar e desaparecer.

6- A pessoa que necessita deve pedir para uma pessoa mais velha que ela e do mesmo sexo, para passar uma pedra de sal grosso sobre a verruga em toda sua extensão durante uns 2 minutos, assim que terminar de passar a pedra de sal a pessoa que tem a verruga, deverá jogada por detrás de suas costa. Atenção para cada verruga uma pedra de sal.

7- Esmagar uma cebola, pegar a água da cebola e o restante esmagado com uma gaze e colocar em cima (como um band-aid) trocar todos os dias, ela cairá muito rápido.

Fotos: